contato@cepacluziania.com.br
   R. Aloísio Gonçalves, nº289, Centro
   Luziânia-GO - Fone:(61) 3601-2788

O Centro Espírita Paz Amor e Caridade - CEPAC foi, fundada em 1º de maio de 1962 com sede à Rua Aloísio Gonçalves, nº 289, bairro Centro, Luziânia Goiás.

A primeira Diretoria foi assim constituída - Presidente: Brasileiro Goiás Pitalluga, 1.º Secretario: Oscar Braz de Queiroz.

O Centro Espírita Paz, amor e Caridade "CEPAC" iniciava o ano de 1962 como uma Casa Espírita legalmente constituída. A história da criação do CEPAC começa em razão dos fenômenos mediúnicos ocorridos na fazenda Araras de propriedade de Galvão Rodrigues de Queiroz.

O proprietário da fazenda não demonstrava medo, mas não entendia bem a origem dos fatos que ocorriam e nem sabia o que fazer seus vizinhos solidários, uns diziam uma coisa, outros diziam outras. Ele foi atrás de benzedores da região e nada adiantou. Um amigo de Galvão Oscar Braz de Queiroz, Prefeito Municipal de Luziânia na época, espírita, conhecedor do Livro dos Espíritos, freqüentava em Goiânia um Centro Espírita presidido pelo Senhor Sebastião, conhecedor, que convidou para ir com ele em Anápolis, Goiás procurar um médium vidente por nome de Miguel Nassif.

O vidente Miguel Nassif os aconselhou fundar um Centro Espírita em Luziânia. Pois só assim seriam solucionadas essas manifestações com outras de ordem maiores existentes na região.

Os dois consulentes voltaram para Luziânia e assim fizeram. Fundaram o abençoado Centro Espírita, realizaram reuniões especificas na fazenda Araras e as manifestações foram resolvidas. O Senhor Oscar Braz convenceu o Senhor Brasileiro de Goiás Pitalluga mudar para Luziânia e trabalhar como secretário-geral da Prefeitura Municipal e cooperar com a fundação do Centro Espírita de Luziânia. O Senhor Brasileiro aceitou de imediato o convite e assim foi feito.

A primeira reunião Espírita do CEPAC foi presidida pelo Senhor Brasileiro (único médium na ocasião) às 19 horas abriu o Evangelho leu um capítulo, logo depois incorporado, o mentor iniciou os trabalhos mediúnicos de comunicação, e esclarecimento, deu oportunidade para outras entidades. Um mentor falou sobre os benefícios que um Centro Espírita traria para encarnados e desencarnados. Tudo isso ocorreu num quarto cedido por Crispim Rodrigues de Queiroz. Compareceu à reunião de fundação, O Presidente Brasileiro de Goiás Pitalluga, o secretário Oscar Braz de Queiroz, Galvão Rodrigues de Queiroz sua esposa Antônia Gonçalves de Queiroz , Amanda Rodrigues e João Sabino.

O mentor ditou a ata ao Secretario Oscar Braz de Queiroz. O nome do centro deverá se chamar de CENTRO ESPÍRITA PAZ AMOR E CARIDADE. O Secretário escreveu na ata Centro Espírita Luz Amor e Caridade. Encerraram a reunião, deixaram o recinto, fecharam a porta, já estavam indo embora, neste instante, o mentor incorporou novamente, e mandou todos voltar, reiniciar a reunião e ler a ata. O Secretário Oscar constatou o erro, fez a ressalva e a reunião de fundação do CEPAC foi encerrada. Nascia naquele dia por orientação espiritual o CENTRO ESPÍRITA PAZ, AMOR E CARIDADE - CEPAC.

No de 2002 transferiu-se provisoriamente para a Rua Florentino Chaves onde permaneceu até o final do ano de 2008, até que se concretizasse a construção da nova sede no endereço de Fundação.